LABSLETTER #26

SEMANA DE 17 A 24 DE JULHO

Na quarta-feira, dia 18 de julho, o bitcoin presenciou uma valorização de mais de 10%, alcançando os US$ 7.400 e animando alguns de seus detentores. De acordo com a Cumberland, uma das principais empresas de cripto que opera no mercado de balcão, foram mais de US$ 180 milhões de liquidações  em “short positions” ou operações vendidas no Bitcoin. Essa liquidação foi em parte facilitada pela possibilidade de alta alavancagem (de até 100X) em uma das principais exchanges de cripto do mundo, a BitMex. Após mais uma recuperação, o bitcoin está sendo cotado, nesta terça-feira, a aproximadamente US$ 8.240.

Na mesma quarta-feira, foi realizada uma audiência no congresso americano na qual o órgão regulador do mercado de commodities e futuros (CFTC) e o comitê de agricultura abordaram o assunto do impacto das criptomoedas nesta era digital, mais especificamente os seus efeitos nos EUA. A audiência contou com a participação de grandes nomes da indústria como Amber Baldet, co-fundadora e CEO da Clovyr, e Scott Kupor, sócio do renomado fundo de venture capital Andreessen Horowitz. O presidente do comitê de agricultura, Conaway, afirmou acreditar que as criptomoedas e os tokens além de representarem uma nova forma de transacionar no dia de hoje, também transcendem seu uso como “ouro digital“ ou meio de troca. Conaway reiterou que a regulamentação seria necessária para fomentar a inovação e acelerar o desenvolvimento econômico, enfatizando que regulação adequada não significa regulamentação proibitiva. 

Ainda nesta semana, o CFA Institute anunciou que passará a implementar conteúdo sobre criptomoedas e blockchain no seu currículo a partir de 2019 . O CFA é uma prova, dividida em 3 partes, que já formou mais de 150,000 profissionais em finanças ao longo dos anos. Somente neste mês, mais de 227.000 pessoas se registraram, em 91 países, para fazer a prova.

Finalizamos a semana com um testemunho do chefe do Federal Reserve, Jerome Powell, diante do comitê financeiro do congresso americano (HFSC). Powell manifestou apreensão com relação às criptomoedas , relatando que as mesmas seriam ótimos mecanismos para lavagem de dinheiro, e que não cumpririam nenhuma das 2 funções essenciais que uma moeda deveria cumprir: ser um meio de troca e uma reserva de valor. Powell disse ainda que o Federal Reserve não está explorando a possiblidade de uma moeda digital emitida pelo banco central, e que espera ver medidas de seguranças impostas a fim de proteger investidores inexperientes da exposição ao volátil mercado das criptomoedas.

 

G20 mantém postura de esperar para implementar próximas regulamentações em criptos  (Hacked) Grupo de 20 ministros financeiros do G20 não vê urgência em adotar nova regulamentação em criptomoedas em um futuro imediato e optam por manter uma posição de vigilante monitoramento do mercado de criptoativos.

A aprovação de um Bitcoin ETF pela SEC pode chegar no dia 15 de agosto  (Forbes) A validação de um dos 2 ETF’s (um valor mobiliário que rastreia o valor de um índice) cuja aprovação ainda não foi adiada pela SEC, permitiria a investidores investir no bitcoin sem ter que passar por uma exchange de criptomoedas. Com isso, investidores passariam a ter uma exposição indireta ao bitcoin.

Uma das maiores exchanges do mundo, a OKEx, fará uma joint venture com a MSX de Malta (ETHNews) A OKEx e a divisão de fintech da bolsa de valores de Malta, a MSX, assinaram um memorando de entendimento para criar uma exchange de security tokens, que teria previsão para ser finalizada no final do ano.

Milionários chineses estão investindo no mercado imobiliário nos EUA com bitcoin (Coindesk) O bitcoin tem sido a moeda escolhida por esses milionários para compra de imóveis nos EUA, porque a sua utilização torna a transferência de dinheiro para fora da China mais fácil. Segundo o Propy, um marketplace de imóveis que aceita cripto, metade do tráfego no seu site atualmente são de chineses.

As criptomoedas são dinheiro e não equity  (Brendan Bernstein, Medium) Brendan Bernstein, um dos sócios fundadores do hedge fund Tetras Capital, expõe algumas razões de porquê faz mais sentido considerar as criptomoedas como dinheiro do que como equity. Um dos motivos principais delineados por Brendan é que uma criptomoeda não dá direito a “cash flows” futuros.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>