SEMANA DE 28 DE MAIO A 4 DE JUNHO

 

 

O mercado de criptomoedas parece finalmente estar em uma breve recuperação após semanas consecutivas de queda. O bitcoin - seu principal ativo – que no final da semana passada foi cotado em US$ 7.361,08, fecha esta semana em, aproximadamente, US$ 7.731,53 .

 

A grande notícia desta semana foi o lançamento do projeto EOS, um ICO anunciado em 2017, que arrecadou cerca de US$ 4 bilhões , o que o caracteriza como o maior ICO até o momento. EOS promete ser uma blockchain programável com potencial de escalabilidade superior ao da Ethereum, que teria a capacidade de, inicialmente, rodar mais de 1.000 transações por segundo. A EOS, por mais que de fato resolva vários problemas de redes blockchain atuais, foi criticada por Vitalik Buterin, fundador da Ethereum, pela aparente centralização da rede. A rede conta com apenas 21 Block Producers, nós que validam as transações na rede EOS, através do mecanismo de consenso de “delegated proof of stake”. A Block.one, empresa por trás do EOS, não se envolverá no lançamento da rede, então dependerá dos próprios Block Producers e de ao menos 15% dos votos do número total de tokens EOS em circulação para dar início ao processo de voto aos Block Producers e, consequentemente, à ativação da rede.

 

Se o projeto supramencionado seguir o que sugere um estudo realizado pela Boston College Carroll School of Management, os detentores do token da EOS podem esperar altos lucros com o referido lançamento. Com efeito, os pesquisadores da universidade concluíram que os retornos médios de investimento em ICOs foram de 82% . Isso não afasta o fato de que desde o início de 2017 até o momento criminosos roubaram cerca de US$ 1,2 bilhão em criptomoedas , dos quais apenas aproximadamente 20% foram roubados, o que ainda denota preocupação de investidores no setor.

 

A preocupação com relação a ICOs, que levou a Coréia do Sul a banir a venda dos mesmos em setembro de 2017, parece estar sendo revertida no país. No início da semana a Assembleia Nacional sul coreana propôs oficialmente uma legislação para permitir ICOs , desde que as proteções dos investidores sejam providenciadas. Foi designado um comitê especial para recomendar a formação de uma força-tarefa para melhorar a transparência do comércio de criptomoedas e ajudar a desenvolver uma indústria de comércio de criptomoedas "saudável".

 

O compromisso da Coréia do Sul com a transparência no setor parece ter se estendido para sua maior exchange, a Binance, que anunciou no início desta semana a proibição de negociações em 11 países . Em um anúncio na segunda-feira, a exchange informou que vai cumprir com as normas globais de combate à lavagem de dinheiro ao bloquear todas as transações de residentes em jurisdições pertencentes à lista negra de países não-cooperativos e territórios, dentre os quais pode-se citar a Bósnia, Etiópia e Iêmen. A medida entrou em vigor em 27 de maio.

 

 

HIGHLIGHTS DA SEMANA

 

Binance revela plano para um fundo inicial de blockchain de US$ 1 bilhão (Coindesk)

A exchange, uma das maiores do mundo, anunciou que está lançando um "Fundo de Impacto Social" para promover o crescimento de startups de blockchain e criptomoedas.

 

Presidente chinês Xi Jinping chama blockchain de tecnologia 'inovadora'  (CNBC)

Segundo o presidente, "uma nova geração de tecnologia representada pela inteligência artificial, informação quântica, comunicações móveis, internet das coisas e blockchain está acelerando aplicações inovadoras".

 

Espanha: Regulamento de criptomoedas voltado para inovação ganha apoio entre partidos no Congresso (Cointelegraph)

O projeto pede uma revisão dos regulamentos relativos a criptomoedas, bem como a blockchain, propondo a introdução da tecnologia no mercado espanhol através de "ambientes de teste controlados", comumente chamados de "sandboxes regulatórios".

 

Novo malware de mineração de criptomoedas usa a nuvem da Amazon para sequestrar computadores  (Quartz)

Os hackers estão sequestrando computadores para secretamente explorar os ativos de criptomoedas. Um programa de malware recentemente descoberto está se escondendo na nuvem da Amazon para roubar o poder de processamento de uma frota de computadores comuns.

 

Seis empresas públicas japonesas anunciaram planos para lançar exchanges de criptomoedas (Bitcoin.com)

Dentre as empresas estão um dos mais populares operadores de aplicativos de gerenciamento de orçamento, um conglomerado de entretenimento, uma das maiores gravadoras e uma corporação médica.

 

Como negociações de títulos futuros de Bitcoins mudaram os preços do criptoativo (Federal Reserve Bank of San Francisco)

A rápida subida e subsequente queda do preço do Bitcoin após a introdução de títulos futuros não parece ser uma coincidência. Pelo contrário, é consistente com o comportamento comercial que normalmente acompanha a introdução de mercados futuros para um ativo.

 

 

OPINIÃO

 

Proibição do Japão é um alerta para defender as moedas de privacidade 

(Robert Viglione; Coindesk)

A Agência de Segurança Financeira do Japão anunciou que em junho haverá uma proibição total de todas as criptomoedas que fornecem certo grau de anonimato aos usuários finais. Para Viglione, as exchanges deveriam considerar as vantagens, ao invés das desvantagens, que as moedas de privacidade fornecerão à comunidade cripto.

 

Cuidado exchanges de criptomoedas, a descentralização está chegando 

(Tom Goldenberg; Coindesk)

Atualmente, 99% das transações em criptos ainda passam por exchanges centralizadas, essa tendência, porém, poderá ser revertida nos próximos anos. Todavia, as exchanges descentralizadas ainda apresentam desafios, como a baixa liquidez, menos interoperabilidade e a incapacidade de conversão entre a moeda fiduciária e a criptomoeda.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>