SEMANA DE 7 A 14 DE MAIO  

 

O mercado de criptomoedas fechou em queda esta semana. O bitcoin - seu principal ativo -, que chegou a ser cotado em US$ 9.462,84 na segunda passada, sofreu uma queda drástica e ficou abaixo dos níveis de suporte de US$ 9.000. O declínio foi tal que o preço chegou a ser negociado em US$ 8.223,50, e fechou essa semana em, aproximadamente, US$ 8.804,42  .  

 

A data da desvalorização dos criptoativos nesta semana coincide com a notícia de que a UPbit, a maior exchange de criptomoedas da Coréia do Sul, está sendo investigada pela polícia local que suspeita que a exchange esteja ilicitamente movimentando fundos de clientes para a conta de seus executivos . A investigação ainda está em andamento, mas se as autoridades sul-coreanas descobrirem evidências claras de fraude, a UPbit poderá ser permanentemente fechada.  

 

A forma de se regular as criptomoedas ainda tem levantado muitos debates, como o que ocorreu nesta quarta-feira na conferência Medici em Los Angeles. Em seu discurso, a comissária da SEC Hester Peirce se manifestou sobre o papel da SEC no espaço cripto e defendeu uma atuação menos interventiva do órgão . Peirce enfatizou ainda a importância de se compreender esse novo mercado, tendo cuidado para não permitir que a falta de familiaridade com a nova tecnologia crie ansiedade e, portanto, regulamentos ruins.  

 

A incerteza quanto a regulamentação não afastou o crescente interesse de Wall Street nas criptomoedas. Na semana passada, como aqui reportado, Goldman Sachs e Morgan Stanley anunciaram estar ingressando no mundo cripto, já nessa semana foi a vez da controladora da Bolsa de Valores de Nova Iorque afirmar que está trabalhando em uma plataforma de negociação online que permite que grandes investidores comprem e guardem bitcoins . Essa mudança dramática em direção ao mainstream, contudo, não agradou alguns entusiastas do bitcoin que disseram que a integração crescente do criptoativo no sistema financeiro tradicional o afastou de seus ideais.  

 

Por fim, nesta semana está acontecendo o “Blockchain Week” em Nova Iorque, que teve como destaque o “Ethereal Summit” , organizado pela ConsenSys, realizado nos dias 11 e 12 de maio. O primeiro dia do evento foi focado na abordagem dos Governos em relação a revolução blockchain  , enquanto que no segundo dia os palestrantes focaram no futuro das criptomoedas . Entre os dias 14-16 de maio será realizado um dos maiores eventos focados na tecnologia blockchain, Consensus 2018, dentre alguns dos palestrantes destacam-se Charlie Lee, da Litecoin Foundation e Jimmy Song da Blockchain Capital.

 

 

HIGHLIGHTS DA SEMANA  

 

Bloomberg e a Galaxy Digital Capital Management lançam Índice de Referência de Criptomoedas (BGCI) (Bloomberg)

O índice é projetado para rastrear o desempenho da maior e mais líquida porção do mercado de criptomoedas. A criação do índice marca um passo importante na evolução do espaço de ativos digitais, facilitando uma exposição diversificada para investidores independentes.  

 

CEO da Binance destrói VCs e afirma que ICOs são “necessários” (CCN)

Zhao acredita que as ICOs estão destinadas a substituir o capital de risco tradicional como o principal método através do qual as startups em estágio inicial financiam seu crescimento.  

 

Robinhood se prepara para se tornar a maior plataforma de criptomoedas (Coindesk)

Com um financiamento de US$ 363 milhões, Robinhood planeja se expandir e espera se tornar a maior ou uma das maiores plataformas de criptomoedas existentes até o final de 2018.  

 

Zuckerberg investe em blockchain para manter o Facebook relevante (CNBC)

David Marcus, um dos principais executivos da empresa, afirmou que está "montando um pequeno grupo para explorar a melhor forma de alavancar blockchain no Facebook, começando do zero".   

 

Coinbase, principal exchange de criptomoedas dos EUA, intensifica esforços para expandir negócios (CNBC)

A empresa vem se preparando para apoiar novos criptoativos, enquanto supostamente aumenta seus esforços para trabalhar com os reguladores para ajudar a resolver se determinados ativos digitais são valores mobiliários e encontrar uma maneira de negociar legalmente esses produtos.  

 

Os ricos estão acumulando US$ 10 bilhões em bitcoins em bunkers (Bloomberg)

O dono da startup Xapo, que tem uma rede de cofres subterrâneos em cinco continentes, passou os últimos anos convencendo milionários e bilionários do Vale do Silício de que o bitcoin é a moeda global do futuro.  

 

 

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO BRASIL  

 

Justiça brasileira bloqueia R$ 300 milhões dos envolvidos em esquema de pirâmide com criptomoedas (Infomoney)

O esquema de pirâmide financeira que utilizava bitcoins foi operado pela empresa Minerworld e teria impactado mais de 50 mil pessoas em todo o país.  

 

 

OPINIÃO

 

Warren Buffett está errado sobre bitcoin  (Panos Mourdoukoutas; Forbes)

Para Panos, Buffet estaria errado em relação ao bitcoin, porque ele é ignorante sobre a nova tecnologia.  

 

Comprar ativos de criptomoedas significa investir?  (Fred Wilson; AVC)

Para Wilson comprar criptoativos é uma forma de investimento, uma vez que esses ativos produzem uma estrutura descentralizada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>