SEMANA DE 30 DE ABRIL A 7 DE MAIO

 

 

O mercado de criptomoedas teve mais uma semana de relativa estabilidade. O bitcoin - seu principal ativo – que neste sábado alcançou o pico de US$ 9.940,14, conseguiu se manter acima da marca dos US$ 9.000,00, e fechou a semana em, aproximadamente, US$ 9.338,48.

 

Com o investimento em criptomoeda tornando-se aparentemente inevitável, a velha guarda financeira está tentando entrar na corrida. Este é o caso do Goldman Sachs, o gigante das finanças, que está avançando com seus planos de montar o que parece ser a primeira mesa de investimentos em bitcoin em um banco de Wall Street . Especialistas acreditam que esse passo dará legitimidade às criptomoedas.

 

A entrada do Goldman Sachs no mercado de criptos acendeu a rivalidade existente entre o referido banco e o Morgan Stanley, que também, esta semana, manifestou interesse de abrir sua própria mesa de investimentos focada nas criptomoedas. 

 

Ainda esta semana, em uma audiência no parlamento do Reino Unido, foram discutidos alguns dos méritos da tecnologia Blockchain. Martin Walker, diretor do “Center for Evidence-Based Management”, enfatizou que Blockchain é uma solução em busca de um problema e que várias empresas estão participando de um “teatro de inovação”, se importando apenas com comunicados de imprensa e não com uma solução concreta utilizando a tecnologia.

 

Bill Gates, ao falar no encontro anual da Berkshire Hathaway, conglomerado no qual Gates atua no conselho administrativo, afirmou que apostaria contra o Bitcoin se tivesse uma forma fácil de fazê-lo. Essa postura de Gates foi criticada pela comunidade cripto dado que é relativamente fácil criar uma conta nas diversas exchanges que existem atualmente e apostar contra o bitcoin ou “shortear” o criptoativo.

 

Por fim, as noticias de grandes bancos entrando no mundo de criptomoedas parecem ainda não ter causado um efeito de dimensão global pretendido. Isso porque, conforme uma pesquisa publicada pela Gartner, somente 1% dos CIO’s de 263 empresas globais analisadas implementaram alguma solução baseada em blockchain e somente 8% tinham planos - a curto prazo - de implementar a tecnologia.

 

 

 

HIGHLIGHTS DA SEMANA

 

Legisladores sul-coreanos preparam projeto de lei para legalizar as ICOs (ETH News)

Com o projeto de lei que permitiria um número restrito de ICOs monitoradas pelo governo, legisladores sul-coreanos visam ajudar a remover as incertezas relacionadas ao blockchain, enfrentadas pelas empresas.

 

J.P. Morgan busca patente para pagamentos acionados por blockchain (Fortune)

O sistema criado essencialmente utilizaria a tecnologia blockchain para acompanhar pagamentos enviados entre instituições financeiras e, com isso, eliminaria altos custos e forneceria um sistema de verificação de tempo real.

 

O ICO de mais de um bilhão de dólares do Telegram virou uma bagunça (Tech Crunch)

Apesar de ter arrecadado US$ 1.7 bilhão em vendas privadas, o ICO da Telegram foi cancelado. A desordem do processo de maior captação de recursos, até o momento, foi tamanha, que foram criados mercados não oficiais para venda dos tokens.

 

Square afirma ter vendido US$ 34 milhões em bitcoin no primeiro trimestre (CNBC)

A empresa gastou US$ 33,9 milhões comprando bitcoins para permitir que as pessoas o negociassem através do Cash, um aplicativo de pagamentos móveis. Como resultado de não cobrar taxas de compra e venda, a receita ajustada da Square foi de apenas US$ 200.000.

 

Vitalik Buterin anunciou que o Sharding está chegando muito em breve (ETH News)

O Sharding, uma solução de escalabilidade muito aguardada para o protocolo Ethereum, usa “shard chains” para permitir que a cadeia principal da Ethereum possa funcionar mais rapidamente.

 

 

OPINIÃO

 

Por que a Blockchain vai incentivar as marcas a criar conteúdo atraente (Richard Kestenbaum; Forbes)

Atualmente as mídias sociais – intermediários – ganham receita a partir do conteúdo criado por marcas, mas a tendência no futuro é a blockchain acabar com esses intermediários e permitir que os próprios geradores de conteúdo se beneficiem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>